Vida: Uma Montanha Russa?

12:39


Em diversos momentos pode-se imaginar a vida como uma Montanha Russa, com altos e baixos, uma hora tudo de bom acontecendo, e em outro momento tudo se destruindo ao seu redor.

A tendência é que nos deixemos levar pelas emoções, desde a felicidade, alegria e euforia, até picos de tristeza, desânimo e depressão.

Tais acontecimentos tendem a nos afetar pelo próprio pensamento, ao criarmos armadilhas que se ativam inconscientemente, afinal, não se pode contrariar nossa mente sem se dar conta do real problema, estamos sempre culpando terceiros, mas jamais suspeitando de nós mesmos.

Isso não ocorreria caso mudássemos nossa maneira de ver a realidade, se não ligássemos os sentimentos aos fatos, isolar o pensamento e vermos de uma perspectiva de terceira pessoa, e apenas aproveitar e aprender com os acontecimentos, sem esperar nada mais do que a sua doação para os eventos futuros.

Um desprendimento e desapego das coisas da vida, do pensamento sobre a morte, que trará leveza, espontaneidade para seus pensamentos e ações, além da surpresa, pois ao não esperar nada, muitos presentes o acolhem; aceitação do que não pode ser mudado, e o que puder, agir com toda a convicção para atingir seu objetivo maior.

É tudo questão de sua maneira de enxergar a realidade.


A vida pode ser apenas uma série de vagões que o levam em uma viagem rumo ao pôr do sol, se assim você quiser que seja.

0 comentários

Artigos Populares